março 20, 2011 às 11:59 pm | Publicado em Clarice Lispector, Trechos | 2 Comentários

Há um grande silêncio dentro de mim. E esse silêncio tem sido a fonte de minhas palavras. E do silêncio tem vindo o que é mais precioso que tudo: o próprio silêncio.

Clarice Lispector

março 17, 2010 às 6:58 pm | Publicado em Clarice Lispector, Trechos | Deixe um comentário

Terei toda a aparência de quem falhou, e só eu saberei se foi a falha necessária.

em A paixão segundo G.H- Clarice Lispector

{ }

novembro 21, 2009 às 12:30 am | Publicado em Clarice Lispector, Trechos | 4 Comentários

“Uma das coisas que aprendi é que se deve viver apesar de.
Apesar de, se deve comer. Apesar de, se deve amar. Apesar de, se deve morrer.
Inclusive muitas vezes é o próprio apesar de que nos empurra para a frente.

Foi o apesar de que me deu uma angústia que insatisfeita fui a criadora de minha própria vida.
Foi apesar de que parei na rua e fiquei olhando para você enquanto você esperava um táxi.
E desde logo desejando você, esse teu corpo que nem sequer é bonito,
mas é o corpo que eu quero. Mas quero inteira, com a alma também.
Por isso, não faz mal que você não venha, esperarei quanto tempo for preciso.”

Uma Aprendizagem ou O Livro dos Prazeres. Clarice Lispector

abril 28, 2009 às 5:51 pm | Publicado em Caio Fernando Abreu, Trechos | Deixe um comentário
Tags: , , ,

 Brotam espaços azuis quando penso. No meu pensamento, você nunca me critica por eu ser um pouco tolo, meio melodramático, e penso então tule nuvem castelo seda perfume brisa turquesa vime.    E deito a cabeça no seu colo ou você deita a cabeça no meu, tanto faz, e ficamos tanto tempo assim que a terra treme e vulcões explodem e pestes se alastram e nós nem percebemos, no umbigo do universo. Você toca minha mão, eu toco na sua.

                                                                                                                                                                                                                                                       Caio Fernando Abreu

maio 2, 2007 às 2:16 am | Publicado em Clarice Lispector, Trechos | Deixe um comentário

“Só que precisava dos outros para crer em si mesma, senão se perderia nos sucessivos e redondos vácuos que havia nela.”

“É necessário certo grau de cegueira para poder enxergar determinadas coisas”

“Olhe, você não reparou até agora, não desconfiou que tudo que você pergunta não tem resposta?”

“Pensar me irrita. Antes de pensar eu sabia muito bem o que eu sabia”

dezembro 29, 2006 às 10:08 pm | Publicado em Trechos | Deixe um comentário

“As pessoas mais felizes não têm as melhores coisas. Elas sabem fazer “o melhor” das oportunidades que aparecem em seus caminhos. A felicidade aparece para aqueles que choram. Para aqueles que se machucam. Para aqueles que buscam e tentam sempre. E para aqueles que reconhecem a importância das pessoas que passam por suas vidas. O futuro mais brilhante é baseado num passado intensamente vivido. Você só terá sucesso na vida quando perdoar os erros e as decepções do passado.
A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar, duram uma eternidade.”

– Clarisse Lispector

dezembro 18, 2006 às 5:59 am | Publicado em Clarice Lispector, Frases soltas, Trechos | Deixe um comentário

Não se pode dar uma prova de existência do que é mais verdadeiro, o jeito é acreditar. Acreditar chorando.

Perder-se significa ir achando e nem saber o que fazer do que se for achando.

ClariceLispector

dezembro 17, 2006 às 6:18 pm | Publicado em Trechos | 1 Comentário

Perdi alguma coisa que me era essencial, e que já não me é mais. Não me é necessária, assim como se eu tivesse perdido uma terceira perna que até então me impossibilitava de andar mas que fazia de mim um tripe estável. Essa terceira perna eu perdi. E voltei a ser uma pessoa que nunca fui. Voltei a ter o que nunca tive: apenas as duas pernas. Sei que somente com duas pernas é que posso caminhar. Mas a ausência inútil da terceira me faz falta e me assusta, era ela que fazia de mim uma coisa encontrável por mim mesma, e sem sequer precisar me procurar.

– Clarice Lispector

dezembro 16, 2006 às 5:28 pm | Publicado em Clarice Lispector, Trechos | Deixe um comentário

-Só telefonei para lhe dizer que depois de beija-lo e antes de novamente beija-lo é o momento mais lindo do mundo. É claro que eu gosto de você. Nem é preciso perguntar. Adeus.

Clarice Lispector

dezembro 16, 2006 às 12:18 pm | Publicado em Clarice Lispector, Trechos | Deixe um comentário

O mundo em que vivemos, talvez seja um mundo de aparências. A espuma de uma realidade mais profunda que escapa ao tempo, ao espaço, a nossos sentidos e a nosso entendimento. Mas, nosso mundo da separação, da disperção, da finitude, significa também o mundo da atração, do reencontro, da exaltação. E estamos plenamente imersos nesse mundo que é o de nossos sentimentos, felicidades e amores. Não experimenta-lo, é evitar o sentimento, mas também não haverá o gozo. Quanto mais estamos aptos a felicidade, mais nos aproximamos da infelicidade…
“A infelicidade caminha lado a lado com a felicidade, a felicidade dorme ao pé da infelicidade.”

>significa que ao abrir nosso coração abrimos pra tudo, pq no fim tudo valeu!

“Se o amor expressa o ápice supremo da sabedoria e da loucura, é preciso assumir o amor.”

 Clarice Lispector em Agua Viva

Próxima Página »

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.