As coisas não querem mais ser vistas por pessoas razoáveis: Elas desejam ser olhadas de azul – Que nem uma criança que você olha de ave. Manoel de Barros

junho 22, 2013 às 4:27 pm | Publicado em Manoel de Barros | 1 Comentário

expo

1 Comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Aquele sonho, (confidenciado) de lábios púrpura ou lilás ou …violeta(?)
    As duas roupas, a escolha, que eu ainda não ouço:
    e para mim a pergunta ressoa, interdito eu ao precocemente acordar,
    daí em diante eu procuro o olhar, procuro olhar com
    esses olhos de pássaro.

    Todos estes que aí estão
    Atravancando o meu caminho,
    Eles passarão.
    Eu passarinho!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: